HomeCT.html

Numa Reunião do dia 17 de fevereiro de 1985, no Centro Tabor, encontraram-se representantes dos Homens, dos Jovens e dos Irmãos de Maria. Nesta reunião foi decidida a construção do Santuário e que a pedra fundamental viesse da Terra das Missões.

No encontro em 27/28 de junho de 1985, os homens de Santo Ângelo trouxeram uma pedra que foi encontrada na lavoura de um agricultor. Era, provavelmente, a base de coluna de uma das construções conhecidas como ruínas. A foto da pedra mostra o perfil original.

Esta pedra foi trabalhada por indígenas aproximadamente 250 anos atrás. Colocada no alicerce como pedra fundamental, vincula o Santuário às missões daquela época e tem com isto um fundamento histórico da região e de seu povo original.

Na mesma reunião de 27/28 de junho de 1985 foi decidido que a missão típica deste Santuário seria o PUER ET PATER. Pe. Kentenich definiu o ideal universal do homem com este termo. "Puer" significa filho, menino, criança. "Pater" significa pai. Todo homem, então, há de desenvolver, em si mesmo, ao mesmo tempo, atitudes de filho e atitudes de pai. Filho diante de Deus – pai diante o mundo.

Este Santuário, então, há de ser o lugar de graças, especialmente para os homens, para eles formar-se Puer et Pater. E como trata-se aqui de uma questão importante e da razão do ser deste Santuário, foi decidido inscrever nesta pedra fundamental: PUER ET PATER.

Pedra Fundamental/Puer et Pater

Podemos interpretar!


Numa destas reuniões nas quais se tratava sobre o Santuário, Paulo Tochetto de Oliveira fez este desenho. O que ele queria expressar com isto? Qual é o sentido?